Itália: meu olhar sobre passar duas semanas em terras italianas

1 year ago Gastrô, Lifestyle, Moda, Viagem46

2015 foi um ano de muitas surpresas e mudanças. A viagem não estava planejada – não mesmo! – mas foi um dos melhores presentes que ganhei ‘da vida’.  Poder passar duas semanas conhecendo um pouquinho da Itália, foi mágico!

Acho que vale compartilhar algumas coisas.

Milão:

Chegamos em Milão no dia 7 de novembro e me apaixonei pela cidade ainda dentro do aeroporto de Malpensa. Três pontos preferidos:

– Nunca tinha visto tanta gente LINDA e bem vestida! O estilo italiano é indiscutivelmente o mais elegante e bonito de se ver. Faz bem pros olhos, sabe? Gente que SABE o que tá fazendo quando abre o guarda-roupas.

– Eu sei que os brasileiros são conhecidos pela hospitalidade… Mas juro, os italianos são de tirar o chapéu! Mesmo não falando praticamente nada em italiano, todas as pessoas pararam, me ouviram, me ensinaram e foram super simpáticas!

– O clima e a cidade. A essência de Milão, o lifestyle, o frio, os aperitivos (explico melhor num próximo post sobre a gastronomia de lá), os carros minúsculos, as vespas, os cachorros nos parques, as árvores em tons de laranja… tudo é de tirar o fôlego!

p.s.: eu não queria voltar pra casa.

Dica de ouro: Terraza Aperol pro Spritz mais fino de Milão e Duomo 21 Terraza pros amantes de cerveja!

Veneza:

Depois de alguns dias – e juro que não consigo me lembrar da data – fomos até Veneza! A cidade é mesmo coisa de filme!

Como passar em frente ao Daniele e não se lembrar do filme The Turist, por exemplo?

Os dias em Veneza eram realmente curtinhos… o sol nascia entre 8h – 8h30 e já pertinho das 16h começava a sumir. (Isso sem falar dos dias de MUITA neblina)

Mas, Veneza é uma cidade linda e todas as ruas inspiram histórias. Os casarões, os canais, as máscaras de Carnaval, os gondoleiros.

E a gastronomia… bem, meu namorado e eu andamos MUITO até encontrar um restaurante 100% italiano. E valeu MUITO a pena! A pasta e o vinho “da casa” foram as experiências inesquecíveis de Veneza – fora, claro, que o restaurante era do jeitinho que eu queria, com mesinhas na rua e tudo mais. <3

Reparem na última foto: Il Santo Bevitore (indicação de um italiano, via Periscope!). INDICO MUITO! Detalhe pra Chimay da foto: minha.

Valmadrera, Belaggio, Como e mais uns lugares secretos:

Voltamos para Milão depois de 3 dias. Resolvemos ir até o lago de Como e conhecer a região… os lugares secretos da Itália que parecem saídos dos contos de fada!

De carro alugado, saímos pela auto-estrada em direção à Como seguindo o GPS. Fomos guiados pelo caminho mais lindo, costeando todo o lago e dando de cara com paisagens incríveis a cada quilômetro. Sem exageros: não existe câmera que capte o clima e a beleza desses lugares. TEM QUE IR!

Momento curiosidade: George Clooney tem uma casa em Como. Imaginem minha cara quando vi na rua, turistas com máscaras de Clooney pra lá e pra cá… souvenir interessante, né?

O curioso: o lugar é tão lindo, que se sente vontade de olhar e não de fotografar.

Enfim, termino esse post com muitas saudades e um sorriso no rosto. Em breve, um post sobre a gastronomia italiana! Quem embarcaria hoje mesmo pra Itália, levanta a mão! \õ/

Aline Cardoso